Relatório de Contas 2011

23-12-2011 20:29

 

Relatório de Contas – Ano de 2011

 

 

Aos caros sócios e sócias da “Tertúlia Rambóia”,

 

Chegados ao final de mais um ano é altura de fazer o tradicional balanço financeiro em relação à actividade da “Tertúlia Rambóia” durante este período. Para isso mantêm-se o esquema de anos anteriores, com a apresentação de um quadro principal, designado “Saldos Finais de 2011” onde se encontram discriminadas todas as receitas e despesas da nossa conta. São, como habitual, usadas cores diferentes para distinguir os diversos eventos (tendo os descritivos e valores de cada actividade a mesma cor na coluna de “Entradas” e na de “Saídas”) de forma a que tenhamos uma ideia de quais deram lucro e de quais deram prejuízo. Os descritivos na rubrica de “Entradas” vão remetendo, quando é caso disso, para os diversos Anexos apresentados onde se descrevem os participantes e pagamentos efectuados nas actividades realizadas. Da mesma forma, a numeração utilizada na coluna de “Saídas” reporta para os diversos recibos e facturas comprovativas das despesas efectuadas, as quais, como de costume, não se anexam a este relatório, pelo muito espaço que ocupariam, quer em termos de papel, quer em termos de tamanho de ficheiro (para os Relatórios enviados via e-mail). Nunca é de mais vincar que estes comprovativos se encontram na Tertúlia à disposição de todos os sócios que os queiram consultar. Poderão verificar que relativamente às refeições do primeiro sábado da Feira de Outubro não existe nenhum anexo com os participantes e respectivos pagamentos. Isto deveu-se a um erro informático que em nada afecta a correcção das contas apresentadas, uma vez que o valor final pago por todos os participantes foi salvaguardado e registado na coluna de Entradas no quadro de Saldos Finais. No conjunto do Relatório queria apenas detalhar os seguintes anexos e rubricas, de forma a tornar mais fácil a sua compreensão:

 

- Anexo 13: este anexo, bem como os itens da rúbrica “Saídas” que se encontram destacados a azul representam as despesas relacionadas com os consumos eléctricos da Tertúlia. Poderão verificar que nos dois primeiros meses do ano o nosso acordo de conta certa era de 25€, que foram automaticamente aumentados para 35€, após o acerto a débito de 100,38€ realizado em Março (factura nº 8) e novamente actualizados para 41€, nos meses de Novembro e Dezembro, face ao aumento do IVA na electricidade;

 

- Anexo 14: aqui poderão verificar o valor pago pela Tertúlia ao Presidente pelo seu consumo de água, já que existe um único contador para todo o edifício, ao contrário da instalação eléctrica, que se encontra separada entre a casa  e a  nossa  sede.  A fórmula   encontrada  para  achar  o valor a pagar  foi somar todas as facturas de água cobradas (que se encontram junto deste anexo) desde o momento de abertura da Tertúlia até ao presente e apurar a média do gasto, da qual resultou o valor de 25,33€. Nos meses respeitantes ao nosso pico de actividade (Julho, Colete Encarnado – Outubro, Feira Anual) em que se observa o correspondente aumento nos consumos de água, ao montante total pago em cada factura foi retirado o valor médio apurado e a diferença resultante atribuída ao consumo da Tertúlia. Este forma de cálculo sugerida pelo Presidente foi apresentada na Reunião de Direcção de 17 de Dezembro, que antecedeu a elaboração deste Relatório e aprovada por todos os presentes. Estaremos no entanto abertos a outras sugestões para o cálculo desta despesa.

 

Espero mais uma vez que este Relatório vos seja útil e que percam algum tempo a examiná-lo, pois embora possam pensar o contrário, também aqui a vossa participação e atenção são muito importantes, na medida em que os nossos recursos são limitados e todas as sugestões para reduzir gastos são bem vindas. Este facto é bem ilustrado por termos acabado novamente o ano com um saldo negativo, o que só por si não é uma questão muito preocupante, pois o valor não é muito elevado, mas demonstra bem o delicado equilíbrio das nossas contas. Em relação a este assunto relembro a positiva Assembleia Geral que realizámos pela primeira vez este ano, cujo principal tema de discussão foi precisamente os valores pagos por sócios e não-sócios nas nossas actividades, sendo que este saldo final negativo prova claramente que o objectivo da Tertúlia não é nem nunca será o lucro, mas que tem de existir algum cuidado na relação entre receitas e despesas, para que possamos continuar a ter uma “Rambóia” tão dinâmica e cheia de eventos comos todos pretendemos.

 

Termino desejando a todos e em especial a este nosso grupo um óptimo 2012 e peço-vos que prestem extrema atenção ao Regulamento Interno que vos envio juntamente com este Relatório, pois será por ele, sem desvios ou excepções que a nossa (frenética, prometo-vos!) actividade será regida durante o grande ano que certamente temos pela frente! Este texto, bem como o quadro de “Saldos Finais” e o referido Regulamento Interno serão igualmente publicados na área de Acesso Reservado do nosso site.

 

 

       Amizade, Festa, Tradição!

                          

O Presidente,

 João Diogo Câncio

 

            Vila Franca de Xira, 20 de Dezembro de 2011